Na mensagem hoje divulgada, o bispo de Setúbal exorta os católicos da diocese que, tal como são “convidados a ajoelhar perante a beleza do presépio”, sejam capazes de se “ajoelhar perante o sofrimento de tantas crianças, de tantas mães e pais”.

“Ajoelhar, pedindo a Deus que a todos conceda a Paz. Ajoelhar pedindo a Deus que nos torne mais simples, mais puros, mais atentos, mais generosos”, escreve o mais jovem cardeal da Igreja Católica portuguesa na sua primeira mensagem de Advento enquanto bispo de Setúbal.

Para D. Américo Aguiar, “entregar a vida a Jesus (…) é um desafio diário, muitas vezes consolador, outras não, mas nunca solitário”.

Na mensagem, lembra a insistência do Papa Francisco para o acolhimento. “A capacidade urgente de nos abrirmos a todos, de acolher nas nossas paróquias todos os que nos batem à porta, com mais ou menos barulho. Uns zangados, outros desiludidos, uns felizes, outros cheios de esperança. Uns com um caminho de Fé feito, outros completamente afastados, mas inquietos” é um dos apelos deixado pelo cardeal.

“Neste meu primeiro Natal na diocese de Setúbal, quero muito deixar-vos a Alegria e a Esperança de Belém. Também vos deixo as minhas inquietações, a preocupação com o futuro dos jovens, dos desempregados, dos que estão sem casa, o sofrimento pelas guerras a que assistimos de longe…”, acrescenta, no texto assinado em Roma, na Basílica de Santo António de Pádua, de que tomou posse no domingo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.