“O Duster está com uma fuga de óleo considerável, devido à quebra do radiador na etapa de ontem [sábado]”, pode ler-se na página oficial do piloto na rede social Facebook.

Uma vez que a sétima e oitava etapas do Dakar são ‘maratona’, Sousa e o copiloto, o francês Pascal Maimon, não podem contar com assistência mecânica até ao final da tirada de hoje.

O piloto de Almada, 23.º à geral, tinha a partida prevista para as 13:32 de Lisboa, mas ainda não saiu.

Hoje de manhã, em declarações ao sítio oficial da Renault Portugal, o luso explicou que a origem da fuga não foi detetada e perspetivou “mais um dia muito difícil”.

A etapa de hoje liga Uyuni a Tupiza com 584 quilómetros, 498 deles cronometrados, com o mau tempo e a altitude a serem os principais obstáculos dos pilotos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.