“É uma notícia fantástica que Sergei Skripal se sinta suficientemente bem para deixar o hospital de Salisbury”, disse a diretora da unidade hospitalar Cara Charles-Barks, citada num comunicado.

O envenenamento de Skripal e da sua filha, Yulia, desencadeou uma crise diplomática entre Londres e respetivos aliados ocidentais, de um lado, e a Rússia, do outro.

Pai e filha foram encontrados inconscientes a 04 de março em Salisbury, tendo passado semanas no hospital em situação crítica.

Yulia teve uma recuperação mais rápida e já abandonara o hospital em abril.

Para garantir a segurança, ambos foram levados para um local que não foi revelado pelas autoridades britânicas.

O Reino Unido referiu que pai e filha foram envenenados com um gás nervoso utilizado para fins militares e acusou a Rússia do ataque.

Moscovo tem negado qualquer envolvimento, o que provocou uma deterioração das relações entre a Rússia e o Ocidente.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.