As entidades oficiais atualizaram os valores esta segunda-feira, indicando que já foi alcançado o maior número de pessoas infetadas desde 1994, quando foram registados 963 casos.

O aumento foi de 78 novos casos em relação à semana anterior.

Os Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC - Centers for Disease Control and Prevention, em inglês) indicaram que no total de casos estão incluídas 44 pessoas que ficaram doentes enquanto se encontravam fora do país, tendo depois transmitido a doença nos EUA, em particular a pessoas não vacinadas.

As entidades apontam a desinformação acerca das vacinas como um dos principais motivos para a expansão do surto.

Três quartos dos infetados são crianças e adolescentes.

Até agora não foi registada nenhuma morte, mas há 66 doentes hospitalizados.

*Com agências

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.