A data da audição a Elisa Ferreira – passo seguinte no processo após a atribuição da pasta – foi decidida hoje na conferência de presidentes do Parlamento Europeu, num debate realizado à porta fechada e à margem da assembleia europeia, na cidade francesa de Estrasburgo.

Esta discussão contou com a presidente eleita da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e serviu para analisar a composição do colégio de comissários e para adotar o calendário das respetivas audições.

Ficou, então, decidido que Elisa Ferreira será ouvida pela comissão parlamentar de Desenvolvimento Regional pelas 18:30 do dia 02 de outubro, numa audição em que participam também as comissões parlamentares de Orçamentos e de Assuntos Económicos e Monetários, informaram fontes parlamentares à agência Lusa.

Na semana passada, Ursula von der Leyen anunciou, em Bruxelas, que a pasta de Elisa Ferreira é a da Coesão e Reformas.

À semelhança de Elisa Ferreira, também os outros 25 comissários designados (o Reino Unido, que deverá deixar o bloco europeu em 31 de outubro, na véspera da entrada em funções do novo executivo, não designou candidato) serão agora sujeitos a audições no Parlamento Europeu, perante a comissão parlamentar competente.

Caberá depois à assembleia europeia pronunciar-se sobre o colégio no seu conjunto numa votação prevista para dia 22 de outubro, em Estrasburgo.

A nova Comissão Europeia deverá entrar em funções em 1 de novembro, depois do necessário aval do Parlamento Europeu.

Elisa Ferreira, 63 anos, foi ministra dos governos chefiados por António Guterres, primeiro do Ambiente, entre 1995 e 1999, e depois do Planeamento, entre 1999 e 2002, foi eurodeputada entre 2004 e 2016, tendo ocupado desde setembro de 2017 o cargo de vice-governadora do Banco de Portugal.

A futura comissária, a primeira mulher portuguesa a integrar o executivo comunitário desde a adesão de Portugal à comunidade europeia (1986), sucederá a Carlos Moedas, que foi comissário indicado pelo anterior governo PSD/CDS-PP, e que teve a seu cargo a pasta da Investigação, Ciência e Inovação e foi nomeado em novembro de 2014.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.