A diretora da Barraqueiro Oeste, Laurinda Martins, explicou à agência Lusa que a empresa decidiu "suprimir todos os horários nos dias 10, 11 e 12 de abril, por os cidadãos estarem obrigados a permanecer em casa e confinados aos seus concelhos de residência".

A medida abrange também os Transportes Urbanos de Torres Vedras e é extensível ao período entre quinta-feira e segunda-feira próximas.

A empresa decidiu também voltar a reduzir, a partir de sexta-feira, a frequência de horários na carreira direta entre Torres Vedras e Lisboa, via Autoestrada 8, assim como nas carreiras Santa Cruz-Torres Vedras, via Ponte Rol e via Palhagueiras, e entre Freiria e Torres Vedras.

A empresa, que começou por não exigir a apresentação de título válido de transporte ou a cobrança de bilhete aos passageiros para adotar o seu Plano de Contingência contra a pandemia, voltou a impor a obrigatoriedade de título desde o dia 26 de março.

Questionada pela Lusa, a responsável justificou que os motoristas da empresa começaram a aperceber-se de passageiros que usavam o pretexto da não cobrança de bilhete para "passearem", sem respeitar a quarentena.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,4 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 82 mil.

Dos casos de infeção, cerca de 260 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 750 mil infetados e mais de 58 mil mortos, é aquele onde se regista o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, contabilizando 17.127 óbitos em 135.586 casos confirmados até terça-feira.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 380 mortes, mais 35 do que na véspera (+10,1%), e 13.141 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 699 em relação a terça-feira (+5,6%).

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até ao final do dia 17 de abril, depois do prolongamento aprovado na quinta-feira na Assembleia da República.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.