Numa entrevista à rádio Cadena Ser, Pedro Sánchez disse que, desta forma, os turistas britânicos que desembarcam nas Baleares terão de cumprir os mesmos requisitos que Espanha exige aos restantes cidadãos europeus.

"Vamos aplicar [a decisão] dentro de 72 horas e assim os operadores turísticos britânicos e turistas poderão adaptar-se a estas novas regras que estou a anunciar", disse o chefe executivo, que sublinhou a "evolução negativa" da incidência acumulada em catorze dias no Reino Unido, que está "bem acima" dos 150 casos.

Pedro Sánchez explicou que a "evolução negativa" da situação sanitária no Reino Unido devido à variante Delta leva a que os turistas britânicos que vão de férias ao arquipélago, situado no Mediterrâneo, terão de "estar completamente vacinados ou apresentar um teste PCR negativo".

A alteração das regras de entrada surge quando Londres acaba de acrescentar as Ilhas Baleares à sua "lista verde" de destinos seguros, o que significa que a partir de quarta-feira, os britânicos estarão isentos de quarentena quando regressarem do arquipélago.

A medida deverá levar a um aumento significativo das reservas britânicas nas Ilhas Baleares, a única região espanhola a constar desta "lista verde".

Em 2019, cerca de 3,7 milhões de britânicos passaram as suas férias neste arquipélago, que recebeu 13,7 milhões de turistas estrangeiros no total.

Numa tentativa de impulsionar o turismo, um setor fundamental da sua economia, Espanha tinha aberto as suas portas em 24 de maio aos turistas britânicos, que nem sequer precisavam de apresentar um teste PCR, ao contrário dos cidadãos da União Europeia.

No entanto, a abertura resultou num aumento reduzido das chegadas, devido à quarentena imposta por Londres no regresso de Espanha.

Os britânicos são normalmente o maior contingente de turistas estrangeiros em Espanha (18 milhões em 2019).

Desde 7 de junho último, Espanha, o segundo maior destino turístico do mundo depois de França, abriu também as suas fronteiras aos turistas totalmente vacinados de todo o mundo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.