Fonte do Governo referiu à agência Lusa que esta reunião de Mariana Vieira da Silva e Marta Temido com os epidemiologistas que habitualmente participam nos encontros com o Governo, Presidente da República e partidos, no Infarmed, em Lisboa, antecede o Conselho de Ministros desta quinta-feira.

O primeiro-ministro, António Costa, que se encontra em Bruxelas, no âmbito da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia, reunir-se-á com as ministras de Estado e da Presidência e da Saúde logo após chegar a Lisboa esta noite.

Na terça-feira, durante o debate sobre política geral na Assembleia da República, António Costa admitiu a possibilidade de se proceder a um encerramento de escolas caso fique demonstrado que a variante inglesa do novo coronavírus, que é mais contagiosa, se está a tornar dominante nos estabelecimentos de ensino.

"Neste momento, estamos a bater-nos para manter as escolas abertas, já que sabemos o enorme custo social que representa fechá-las. Na quarta-feira [hoje], vamos iniciar uma campanha de testes rápidos em todas as escolas, tendo em vista reforçar a segurança", disse em resposta ao presidente do Grupo Parlamentar do PSD, Adão Silva.

Logo a seguir, no entanto, o líder do executivo advertiu que, "se esta semana se souber, por exemplo, que a estirpe inglesa se tornou dominante no país, então, muito provavelmente, terão mesmo de fechar as escolas".

Em relação a uma eventual suspensão das aulas presenciais, o Presidente da República indicou na terça-feira que no dia 26 deste mês haverá nova reunião com epidemiologistas no Infarmed, em Lisboa, e que nessa mesma tarde receberá no Palácio de Belém os partidos com representação parlamentar.

No entanto, face ao rápido crescimento diário do número de infetados, do número de internamentos e de óbitos em Portugal, dentro da direção do PS, assim como no Governo, admite-se já que esse calendário de decisão em relação às escolas possa ser antecipado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.