“Repito, nós devemos fazer tudo para evitar e reservar esta opção final [confinamento total] para uma situação mais degradada”, disse hoje o primeiro-ministro, Jean Castex, em conferência de imprensa.

De forma a travar a pandemia no país, a Dunquerque e Nice junta-se a região de Pas-de-Calais que vai passar a confinar durante o fim de semana. Mais três departamentos juntam-se aos 20 departamentos já em vigilância reforçada devido ao vírus.

Em todo o território vão ser fechadas as superfícies comerciais com mais de 10 mil metros quadrados, haverá um reforço do uso da máscara e os prefeitos, equivalente aos governadores civis em Portugal, vão poder proibir as aglomerações nas grandes cidades e impedir manifestações de forma a evitar ajuntamentos de pessoas.

O primeiro-ministro anunciou também que, entre março e abril, a França vai receber 22 milhões de doses de vacinas, para cerca de 10 milhões de pessoas, e a partir de 15 de março os farmacêuticos vão poder passar a vacinar, acelerando assim o esforço de vacinação no país.

Pacientes com mais de 50 anos e uma doença muita grave assim como pessoas com mais de 75 anos vão poder começar a marcar a sua vacinação em farmácia a partir deste fim de semana.

O ministro da Saúde, Olivier Véran, por seu turno, avançou que muitos centros de vacinação vão passar a estar abertos ao fim de semana.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.