As pessoas a partir dos 27 anos já podem fazer o autoagendamento que permite marcar a vacinação contra a covid-19. Na semana passada, a idade de agendamento tinha baixado para os 30 anos.

Esta possibilidade ficou acessível durante a tarde de hoje — num momento inicial a informação da idade no topo do site ainda não tinha sido atualizada, mas o agendamento já era possível.

Este processo de autoagendamento permite que os cidadãos selecionem o local e a data em que pretendem ser vacinados, recebendo depois uma mensagem SMS com a confirmação do dia, da hora e do centro de vacinação. A confirmação do agendamento implica que seja enviada resposta ao SMS.

Esta atualização acontece no dia em que as pessoas com idades entre os 18 e os 29 anos começaram a ser vacinadas por ordem decrescente de idade.

Na sequência da fase 2 do plano de vacinação e de uma maior disponibilidade de vacinas em Portugal, o portal para autoagendamento entrou em funcionamento em 23 de abril, ficando agora aberto às pessoas a partir dos 30 anos, depois de ter sido disponibilizado para utentes com 65, 60, 55, 50, 45, 43, 37, 35, 33 e 30.

Além do alargamento da vacinação a pessoas acima dos 27 anos, recentemente já tinha sido anunciado que Portugal vai acelerar o ritmo de vacinação devido à rápida disseminação da variante Delta de SARS-CoV-2, prevendo-se que seja possível vacinar cerca de 850 mil utentes por semana.

"Estamos numa guerra contra o vírus e vamos dar o máximo que podemos para adiantar o processo de vacinação, levando ao limite", disse, em declarações à agência Lusa, o vice-almirante Gouveia e Melo
O coordenador da Task Force explicou que será usado o máximo de stocks de vacinas existentes para aumentar o ritmo de vacinação.

"Estamos a um ritmo de 100 mil por dia, mas ainda vamos aumentar esse ritmo e vamos esgotar todos os nossos stocks de vacinas, eventualmente reduzindo alguma segurança em termos de reserva, mas para adiantar o processo de vacinação", explicou.

As próximas duas semanas, explicou, são decisivas pelo que é expectável que o ritmo de vacinação suba para mais de 120 mil vacinas por dia de forma consistente o que fará com que a vacinação atinja por semana mais de 800 mil vacinas.

Gouveia e Melo adiantou ainda que esta aceleração repentina, num tempo de duas semanas, poderá causar algumas filas indesejáveis.

(Notícia atualizada às 17:32) 

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.