O equipamento, que ocupa o espaço de um pavilhão desportivo do Parque de Jogos, no coração da cidade, começou hoje a funcionar, permitindo que os vila-condenses deixem de se deslocar à cidade vizinha da Póvoa de Varzim para receber a vacina.

"Temos um concelho grande, com 30 freguesias, e temos de valorizar a questão da proximidade. Ter um espaço destes a funcionar na cidade, com capacidade de administrar 600 vacinas por dias, permite que a população fique melhor servida", disse Elisa Ferraz, presidente da Câmara de Vila do Conde.

A autarquia continuará a disponibilizar transporte às pessoas que não tenham meios para tal, e, se for necessário, serão disponibilizados mais espaços para montar outros centros da vacinação.

"Este centro que hoje começa a funcionar continuará pelo tempo que for necessário, mas se houver necessidade, teremos mais espaços para disponibilizar. O importante é que vacinação ocorra o mais rápido possível", completou Elisa Ferraz

Até ao momento, o ACES Póvoa de Varzim/Vila do Conde já administrou 6.600 pessoas nos dois concelhos, sendo que 2.200 já tomaram a segunda dose, números que a responsável pelo agrupamento gostaria de duplicar este mês.

"Estamos sempre dependentes das vacinas que nos enviem. Certo é que temos capacidade instalada para vacinar mais pessoas", disse Judite Neves.

A diretora do ACES local explicou que, neste primeiro dia de funcionamento do novo centro de Vila do Conde, serão vacinadas 200 pessoas, com supervisão de um médico e sete enfermeiras, e o apoio de seis funcionários da autarquia, considerando positivo que os dois concelhos passem a ter centros de vacinação simultâneos.

"No início, o Ministério da Saúde contemplava apenas um centro de vacinação por ACES, mas sempre se contemplou a possibilidade de aumentar. Julgo que faz mais sentido ter na Póvoa de Varzim e Vila do Conde, até para evitar aglomerados de pessoas. Hoje, por exemplo, em cada cidade, serão vacinadas 200 pessoas, e com dois centros é mais fácil diluir a população", concluiu Judite Neves.

Os centros instalados nas duas cidades, mais um outro de menor dimensão que funciona na freguesia de Modivas, em Vila do Conde, permitem, caso haja vacinas disponíveis, inocular mais de 1.000 pessoas por dia, sendo que a população conjunta nos dois concelhos é de cerca de 150 mil habitantes.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.526.075 mortos no mundo, resultantes de mais de 113,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.317 pessoas dos 804.562 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.