Segundo o Ministério da Saúde italiano, com os novos dados, Itália conta agora com 359.569 casos de infeção com o novo coronavírus detetados desde o início da pandemia, a 21 de fevereiro, enquanto o de óbitos subiu para 36.205.

O total de novos casos diários de covid-19 hoje divulgado é inferior ao dos últimos três dias, sempre acima dos 5.300, mas também se realizaram menos testes de diagnóstico, cerca de 85.000, enquanto na semana passada a média era de cerca de 130.000.

Segundo os dados oficiais, em Itália estão contabilizadas 82.764 pessoas infetadas, embora a grande maioria esteja isolada em casa com sintomas leves ou sem eles.

Do total de infetados, 5.273 estão hospitalizados (mais 334 do que domingo), estando 452 deles em unidades de cuidados intensivos (mais 32).

Face ao contexto, o primeiro-ministro italiano excluiu a possibilidade de confinar novamente o país, tal como aconteceu em março, mas alertou que, em caso de necessidade, encerrará áreas limitadas do território

Em Taranto, sul do país, Conte garantiu que o executivo que lidera tem estado a trabalhar para evitar um novo confinamento.

“Se a curva [de contágios] continuar a subir prevejo algum confinamento muito limitado territorialmente, mas não estamos na situação de intervir de forma generalizada em todo o país, bem sequer em grandes áreas”, afirmou Conte.

O chefe do executivo de Roma sublinhou que o Governo implantou um sistema “muito sofisticado” para controlar a evolução da pandemia, uma vez que, disse, reforçou os hospitais, aumentou o número de testes e rapidamente estarão disponíveis novos exames rápidos para detetar os contágios com maior celeridade.

Conte adiantou que, ainda hoje, reunirá o Conselho de Ministros para delinear, em concreto, novas medidas para conter a pandemia, depois de se ter prorrogado o estado de emergência até 31 de janeiro de 2021 — o atual termina a 15 deste mês.

O Comité Científico que está a assessorar o Governo propôs reduzir a quarentena de 14 para 10 dias e algumas outras limitações, como regular as reuniões privadas.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.