Estas medidas fazem parte de um conjunto de orientações do centro hospitalar, que integra os hospitais Santa Maria e Pulido Valente, para “proteger os doentes a seu cargo, assim como os seus profissionais, e libertar recursos para lidar com o surto do novo coranavírus”, refere o CHULN numa nota enviada à agência Lusa.

Segundo o centro hospitalar, foi hoje criado no Hospital Santa Maria “a primeira enfermaria do país exclusivamente vocacionada para receber futuros doentes com Covid-19, com capacidade para 22 pessoas”.

A esta enfermaria junta-se uma Unidade de Cuidados Intensivos com capacidade até 11 doentes e que pode receber casos que necessitem de oxigenação por membrana extracorpórea.

O centro hospitalar decidiu ainda suspender as consultas externas não urgentes, que serão reagendadas ou substituídas, quando possível, por consultas não presenciais.

Foram também suspensas as cirurgias programadas não urgentes, mantendo-se “todas as cirurgias consideradas clinicamente essenciais, nomeadamente as relacionadas com doença oncológica”, sublinha.

Na próxima semana, o CHULN terá cerca de 250 trabalhadores em teletrabalho, medida que a curto prazo vai abranger mil trabalhadores, sobretudo de áreas não assistenciais.

O Centro Hospitalar passará também a ter um novo espaço de isolamento para casos suspeitos junto à Urgência Central, que se junta a um outro que entrou em funcionamento no início da semana.

As medidas foram tomadas depois de nas últimas 48 horas ter havido um aumento do número de doentes internados com a Covid-19, diagnósticos que decorreram da aplicação pelo CHULN do critério de caso revisto pela DGS, que passou a incluir como critério para caso suspeito a existência de quadro infeccioso respiratório grave sem agente identificado, segundo uma circular normativa, a que agência Lusa teve acesso.

O número de casos confirmados em Portugal de infeção pelo novo coronavírus subiu hoje para 112, mais 34 do que os contabilizados na quinta-feira, sendo que 107 estão internados.

Segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS), dos 1.308 casos suspeitos, 172 aguardam resultado laboratorial. Há ainda 5.674 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.