De acordo com um comunicado publicado hoje na página da TVI24 na internet, assinado pelo diretor de Informação, Sérgio Figueiredo, “a TVI fez o que estava certo: questionou algo, falou com quem sabe e produziu uma reportagem com uma intenção genuinamente construtiva e socialmente” pertinente.

“Isto não justifica, porém, a construção de uma frase infeliz no ecrã, nem a parte do texto que a suportava. Nomeadamente aquela que, entre as razões demográficas e sociológicas indagadas, sugeria níveis de educação abaixo da média nacional. Essa frase foi por muitos interpretada como uma ofensa às gentes do Norte – o que não era evidentemente o nosso propósito”, prossegue a nota, que foi também divulgada durante os noticiários de hoje.

A TVI exibiu, na segunda-feira, no Jornal das 8, uma peça sobre o número de pessoas infetadas pela doença provocada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) no Norte do país, na qual passou, em simultâneo, um rodapé onde se podia ler “população menos educada, mais pobre, envelhecida e concentrada em lares”.

As palavras exibidas em rodapé foram alvo de várias críticas, incluindo do presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira.

O vice-presidente da bancada socialista João Paulo Correia apresentou hoje uma queixa na Entidade Reguladora para a Comunicação Social contra a estação televisiva, considerando que aquela "peça jornalística é um ataque à reputação da região Norte de Portugal, das suas instituições e das suas gentes".

Na sequência das críticas, a TVI admitiu o “erro grosseiro”, que não tinha sido “previamente detetado” nas “difíceis condições” em que os jornalistas têm trabalhado por causa da pandemia.

“Com a mesma humildade que a todos pedimos desculpas por um erro que somos os primeiros a lamentar, temos a convicção que a TVI não deve a ninguém, em esforço, em tempo de antena, em grandes eventos desportivos e culturais que promovemos ou patrocinamos, a relevância que o Norte merece”, realça o comunicado.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.