David Amess, de 69 anos, foi atacado na Igreja Metodista de Belfairs, em Leigh-on-Sea, onde realizava audiências com eleitores. Estas audiências são realizadas regularmente por todos deputados britânicos para conhecer problemas que os cidadãos queiram apresentar, sendo abertas a qualquer pessoa.

Um homem entrou no espaço onde o deputado se encontrava e esfaqueou-o várias vezes.

O deputado acabou por não resistir aos ferimentos e acabou por morrer no local, diz o The Guardian, que informa também que a polícia de Essex deteve um homem.

"Fomos chamados após relatos de um esfaqueamento em Eastwood Road North, Leigh-on-Sea, pouco depois das 12h05 de hoje. Os polícias chegaram ao local logo depois, prenderam um homem e recuperaram uma faca. Ele está atualmente sob custódia", foi referido.

Segundo as autoridades, não devem existirem mais pessoas envolvidas no ataque.

David Amess, de 69 anos, casado e pai de cinco filhos, representava a circunscrição de Southend West no condado de Essex.

Era deputado desde 1983, católico, opositor ao aborto e defensor dos direitos dos animais, tendo também feito campanha pelo ‘Brexit’.

Em 2016, a deputada do Partido Trabalhista Jo Cox foi assassinada por um militante de extrema-direita uma semana antes do referendo que ditou a saída do Reino Unido da União Europeia.

Dois outros deputados, o Liberal Democrata Nigel Jones, em 2000, e o trabalhista Stephen Timms, em 2010, foram vítimas de ataques com facas, tendo ambos sobrevivido, embora um assessor de Jones tenha morrido ao tentar protegê-lo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.