O Zahro Express tinha acabado de deixar a costa perto de Jacarta com 250 pessoas a bordo para celebrar o novo ano na ilha de Tidung, destino turístico a cerca de 50 quilómetros, quando o motor teve problemas e explodiu, provocando o incêndio, segundo a agência francesa AFP.

Alguns passageiros em pânico atiraram-se à água, enquanto outros lutavam por coletes salva-vidas.

A maior parte das pessoas foi socorrida, mas 23 morreram e cerca de outras 50 ficaram feridas, segundo a agência oficial de gestão de catástrofes.

Alguns media locais afirmaram que o capitão foi um dos primeiros a atirar-se ao mar, antes de ser socorrido juntamente com outros passageiros.

Argo Yuwono, porta-voz da polícia de Jacarta, anunciou hoje a detenção no domingo, do capitão, suspeito de negligência.

Os acidentes com ferries são muito comuns na Indonésia, o maior arquipélago do mundo, onde a regulação dos barcos de serviço é muitas vezes negligenciada.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.