"Não irei ao jantar de correspondentes da Casa Branca este ano. Desejo felicidades a todos e que tenham uma grande noite", escreveu Donald Trump na rede social Twitter.

O Presidente tem tido uma atitude hostil para com a imprensa, acusando-a de ser "o inimigo do povo" e espalhar "notícias falsas".

Habitualmente, o jantar conta sempre com o Presidente e com a imprensa acreditada junto da Casa Branca, incluindo meios como os jornais New York Times e a televisão CNN, que foram barrados na sexta-feira de uma conferência de imprensa da presidência.

Do jantar, marcado para 29 de abril, já iam estar ausentes vários meios de comunicação social, que anunciaram que não iriam em represália pela atitude de Donald Trump.

A comunicação social foi um alvo recorrente de Trump durante a sua campanha eleitoral e voltou a ser assunto dominante nas declarações do Presidente desde há algumas semanas, período em que os jornalistas apontaram diariamente os erros e imprecisões nos seus discursos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.