Em entrevista à Lusa, o presidente da EMEL, Luís Natal Marques, destacou que “a empresa tem vindo a crescer imenso em termos de lugares de estacionamento” devido à expansão “para freguesias periféricas” onde antes não se encontrava.

Já em parques de estacionamento, a EMEL tem 42 na cidade de Lisboa, correspondendo a 7.414 lugares, dos quais cerca de 80 para motas e mais de 70 para bicicletas, deu conta a empresa.

Segundo os dados da EMEL, estão “ativos 103.512 dísticos de residente e 2.616 dísticos de comerciante para um total de 92.590 lugares na via pública tarifados”.

Natal Marques realçou que a empresa está também apostada “numa política de parques periféricos e parques dissuasores”, exemplificando que o da Ameixoeira, com cerca de 500 lugares, “está praticamente lotado”.

“A perspetiva do município e, naturalmente, da EMEL é arranjar meios para que, tanto quanto possível, os carros não venham para o centro da cidade”, sublinhou.

O presidente da empresa municipal de estacionamento admitiu, porém, que, “apesar de tudo, os rendimentos do estacionamento são a grande fonte de receita da própria empresa”.

Questionado sobre a missão da EMEL numa altura de pandemia de covid-19, Luís Natal Marques destacou as apostas na “mobilidade suave” e na “mobilidade verde”.

O objetivo da empresa, avançou, “é devolver cada cêntimo” cobrado pelo “estacionamento exatamente para formas mais saudáveis de movimentação em Lisboa, como o sistema partilhado das bicicletas, o desenvolvimento de uma rede semafórica em condições”, assim como o desenvolvimento de um sistema de carregamento de energia elétrica compatível com as necessidades da cidade.

No ano passado, A EMEL anunciou que ia apresentar até ao final de 2019 um estudo sobre o estacionamento na cidade, mas Natal Marques disse agora que este ainda está em curso. “A breve prazo teremos notícias sobre ele”, acrescentou.

Relativamente à expansão da operação da EMEL para todas as ruas da cidade, o presidente da empresa garantiu que não será feita contra a vontade das juntas de freguesia, dependendo, por isso, das suas solicitações.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.