“Serão muitos e difíceis dias de navegação, mas temos um porto seguro”, afirmou um responsável da organização não-governamental (ONG) espanhola citado pela agência EFE.

A Open Arms resgatou 313 pessoas do mar na sexta-feira à noite ao largo da Líbia. Duas delas, uma mulher e o seu bebé recém-nascido, foram retiradas do navio por um helicóptero da guarda-costeira de Malta para receberem assistência médica.

“Estamos com 311 pessoas a bordo, sem porto onde aportar e com necessidade de provisões”, escreveu a ONG na rede social Twitter ao princípio da tarde de hoje, depois de Malta e Itália terem recusado a entrada do navio nos respetivos portos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.