De acordo com o El Mundo, que cita fontes policiais, o crime aconteceu há dez dias na região de Aranda de Duero, na província de Castela e Leão.

Os acusados são o guarda-redes Víctor Rodríguez Ramos, de 22 anos, e os avançados Carlos Cuadrado e Raúl Calvo, de 24 e 19 anos respetivamente, também conhecidos por Viti, Lucho e Calvo.

Escreve a publicação espanhola que a vítima, uma menor de 15 anos, terá se deslocado ao apartamento que os três jogadores dividem para ter relações sexuais com um deles e que os outros dois intervieram sem o consentimento da menor. A violação, avança o El Mundo, pode ter sido gravada e partilhada nas redes sociais por um dos rapazes intervenientes.

A menor recebe tratamento psicológico regularmente, de acordo com o El País. Terá sido numa das sessões de acompanhamento pela Fundação ANAR, que ajuda crianças e adolescentes em risco, que a jovem terá relatado a violação, sendo posteriormente aconselhada a apresentar queixa.

O caso tem merecido grande atenção pela imprensa espanhola, que já o apelida de "La Manada de Arandina" em referência à violação coletiva, em 2016, de uma jovem madrilena por cinco homens durante as Festas de São Firmino, em Pamplona.

Víctor e Carlos foram detidos pelas autoridades em casa, já Raúl, que se encontrava na altura em Valldollid, entregou-se posteriormente às autoridades. Os três jogadores devem ser presentes a um juiz esta quarta-feira.

O Arandina, o clube dos jogadores, já emitiu um comunicado em que garante que “os jogadores serão afastados do clube caso as acusações sejam confirmadas”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.