“As nossas forças estavam a avançar em direção aos seus alvos, na zona história de Mosul, e quando estavam a 50 metros da mesquita de Al-Nuri, o EI cometeu outro crime histórico ao explodir as mesquitas de Nuri e de Hadba”, referiu o comandante da ofensiva de Mosul, o general Abdulamir Yarallah, num comunicado hoje divulgado e citado por vários órgãos de comunicação social.

Foi na mesquita de Al-Nuri que Abu Bakr al-Baghdadi, o líder do grupo extremista EI, declarou o seu califado no verão de 2014.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.