Na madrugada deste domingo, formou-se uma longa fila de veículos em frente a um grande estacionamento localizado na periferia do porto. Foram montadas duas tendas enormes, zona onde os veículos deveriam parar individualmente.

Contudo, apareceu um problema: as cancelas estavam fechadas e não havia uma alma no horizonte. No entanto, às 06h30 locais [menos uma hora em Lisboa], centenas de passageiros desembarcaram.

Um passageiro impaciente ligou para o número gratuito anunciado na entrada e ouviu uma voz eletrónica revelar que "o drive-in está fechado aos domingos".

A notícia espalhou-se rapidamente, causando surpresa e consternação. Marco, um romano de 37 anos e responsável por um ginásio, diz que está "indignado" com esta "situação absurda".

Mas ainda há que tenha estado de espírito para brincar com a situação. "Estamos na Itália, o coronavírus descansa ao domingo", brinca Francesco Nevolo, 41 anos, montado na sua scooter, enquanto dá palmadas nervosas no seu capacete. "É domingo e as pessoas estão a regressar das férias, mas estamos em Itália...", disse Nevlo agora num tom mais resignado.

Ao mesmo tempo, a fila de carros continuou a crescer de tal forma que acabou por bloquear uma rotunda nas imediações. Um policia teve que se aproximar e passar a mensagem anterior: "O drive-in não abre aos domingos, então peço que circulem".

Suspiros, pragas, braços erguidos simbolizando a impotência. Cada um reagiu à sua maneira. Os mais teimosos querem esperar até às 09h00, horário habitual dos centros de saúde locais, para tentar obter informações. O resto desiste e volta para a estrada.

Porém, às 8h30, tudo mudou, com a chegada de uma enfermeira que provoca uma salva de palmas. "Sou só eu", disse, sorrindo.

Foi rapidamente acompanhada por membros da Proteção Civil e da Cruz Vermelha italiana, que distribuem formulários a serem preenchidos pelos turistas com diferentes dados. O acesso ao estacionamento é aberto e os veículos entram ordenadamente.

Assim, às 9h00 em ponto os testes começam. E, quem teve paciência de aguardar, deve receber o resultado nas próximas 48 horas.

Por: Gildas Le Roux da agência France-Press (AFP)

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.