Segundo o jornal The Guardian, a mulher, cuja identidade não foi revelada e apenas se sabe que tem cerca de 30 anos de idade, subiu à barreira de segurança da jaula do jaguar do Wildlife World Zoo e colocou o braço junto da instalação para tentar tirar uma fotografia quando o ataque se deu.

"Eu começo a ouvir uma rapariga a gritar "ajuda, ajuda, ajuda"... e o jaguar tinha empunhado as suas garras junto à sua mão e para dentro do seu corpo" disse Adam Wilkerson, uma das testemunhas, ao canal de televisão Fox 10.

Num vídeo captado por telemóvel no local é vísivel uma ferida aberta no antebraço esquerdo da mulher enquanto esta gritava de dor e pedia socorro.

A mãe de Wilkerson terá evitado uma situação mais gravosa ao distrair o jaguar com uma garrafa de água, atirada para dentro da jaula, tendo Wilkerson afastado a mulher da barreira. No vídeo vê-se o felino a morder a garrafa de plástico.

De acordo com Shawn Gilleland, a porta-voz do corpo de bombeiros Rural Metro Fire, a mulher queria "tirar uma 'selfie' ou uma fotografia do animal, e colocou o seu braço próximo o suficiente da jaula para que o felino pudesse visá-la". Gilleland confirmou ainda que a vítima do ataque foi levada para um hospital para ser tratada, tendo depois voltado ao jardim zoológico para pedir desculpa.

No entanto, os responsáveis do Wildlife World Zoo já vieram garantir que a fêmea de jaguar não seria abatida devido a este episódio. "Nós prometemos que nada vai acontecer ao nosso jaguar", asseguraram na sua conta oficial no Twitter.

Contudo, um comunicado publicado indica que o incidente está a ser investigado, mas notando que o jaguar nunca abandonou a sua jaula e não teve um comportamento anormal.

Ao mesmo canal de televisão, Kristy Morcom, uma porta-voz do jardim zoológico, informou que há uma barreira à volta das instalações do jaguar, criando uma distância de vários metros dos espetadores, lembrando que "teve de haver uma subida" para que tal episódio ocorresse, pois "não é fácil que tal aconteça" em condições normais. Por isso, deixou um aviso: "estes são animais selvagens, aquelas barreiras são colocadas por alguma razão."

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.