“Para proteger nossa democracia, devemos agora submeter a segurança do Capitólio dos Estados Unidos a um escrutínio escrupuloso”, disse Pelosi, durante uma conferência de imprensa.

O general aposentado Russel Honoré, que liderou as operações militares durante o furacão Katrina, em 2005, será o responsável por esta auditoria, que acontecerá de forma imediata.

Também a Inspeção-Geral do Departamento de Justiça dos EUA anunciou hoje que vai investigar eventuais falhas cometidas pelas agências de segurança na preparação e resposta ao ataque ao Capitólio, na passada semana.

A investigação do gabinete do inspetor-geral examinará se as informações sobre os riscos de violência foram partilhadas pelo Departamento de Justiça com outras agências, incluindo a Polícia do Capitólio, no dia em que o Congresso ratificava a vitória eleitoral do candidato presidencial democrata, Joe Biden.

A investigação revela uma suspeita dentro da comunidade de serviços de segurança de que houve uma falha na prevenção e na resposta ao ataque ao Capitólio, realizada por apoiantes do Presidente cessante, Donald Trump, na passada quarta-feira, em que morreram cinco pessoas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.