Em comunicado, o Ministério da Educação refere que a segunda fase dos exames nacionais ocorreu "em 647 escolas de Portugal Continental e Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, bem como nas escolas no estrangeiro com currículo português".

No total, "foram realizadas 47.666 provas", sendo assim registado um aumento do número de provas realizadas na segunda fase relativamente ao ano transato, que foi de 41. 637 provas, o que corresponde a um aumento de 14,5%". No que diz respeito aos professores, 3.373 tiveram a missão de dar as classificações.

Segundo os dados divulgados, "as cinco disciplinas que registaram um maior número de provas realizadas na segunda fase foram: Matemática A (635), com 11.410 provas, Biologia e Geologia (702), com 8.959 provas, logo seguidas pelas disciplinas de Física e Química A (715), com 8.918 provas, Português (639), com 6.780 provas e Economia A (712), com 2.428 provas".

Quanto às provas de línguas estrangeiras, foram registadas "1.124 avaliações da componente oral, das quais 969 a Inglês (550), 94 a Espanhol (547), 25 a Espanhol (847), 22 a Francês (517) e 14 na disciplina de Alemão (501)".

O Ministério refere também que, "por regra, os resultados da segunda fase são inferiores aos da primeira fase; no entanto, o exame da segunda fase das disciplinas de Espanhol (547) e de Literatura Portuguesa (734) apresentam resultados superiores aos observados na primeira fase".

Por outro lado, "em relação aos resultados obtidos na segunda fase verificam-se classificações inferiores a 95 pontos em cinco disciplinas, a saber: Física e Química A (715), Matemática A (635), Matemática B (735), Matemática Aplicada às Ciências Sociais (835) e Francês (517), a que se juntam Latim A (732) e Português Língua Segunda (138), cujos resultados resultam de exames realizados por 1 e 4 alunos, respetivamente".

Este ano, os exames nacionais voltaram a não ser obrigatórios para concluir o ensino secundário, servindo apenas para melhorar a nota interna ou para o ingresso no ensino superior.

Os alunos que quiserem utilizar a nota da segunda fase para se candidatarem às universidades e politécnicos podem fazê-lo na segunda fase do concurso nacional de acesso, que decorre entre 27 de setembro e 8 de outubro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.