A camisola vermelha, símbolo de líder da prova, continua com o esloveno Primoz Roglic (Jumbo Visma), que ganhou tempo ao segundo classificado da geral, o espanhol Alejandro Valverde (Movistar).

Após os 144,4 quilómetros entre Pravia e Alto de La Cubilla, nos Cantábricos, Fuglsang foi o primeiro a cortar a meta, em 4:01.22 horas, deixando o britânico Tao Georghegan Hart (Ineos) a 22 segundos.

Fuglsang, atual vice-campeão olímpico de estrada e já com um palmarés assinalável, conseguiu a sua primeira etapa de uma grande volta, ‘redimindo-se’ da desistência no Tour, precisamente, na 16.ª etapa.

Na véspera do último dia de descanso, Roglic comanda a prova, com 2.48 minutos sobre Valverde e 3.42 sobre o esloveno Tadej Pogacar (UAE Emirates).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.