Giuseppe Conte foi seguido pelos vice-presidentes, o líder do M5S, Luigi di Maio, também ministro do Desenvolvimento Económico e do Trabalho, e do da Liga, Matteo Salvini, que assumirá a pasta do Interior.

O ato foi depois seguido por 18 ministros.

Todos eles afirmaram perante Marrarella: “Juro ser fiel à República, observar lealmente a Constituição e as leis e exercer as minhas funções a favor do interesse exclusivo da nação”.

O chefe de Estado assinou as nomeações e cumprimentou o novo governo com um aperto de mão.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.