Em comunicado hoje enviado à agência Lusa, o Comando Territorial de Beja da GNR refere que foram detidas 14 pessoas, dez homens e quatro mulheres, com idades entre os 17 e os 30 anos, por suspeitas de tráfico de droga.

A dois dos detidos foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva e os restantes ficaram sujeitos a Termo de Identidade e Residência (TIR), indica a guarda, referindo que foram também elaborados oito autos de contraordenação por consumo de droga.

Durante a operação de segurança e policiamento na zona do festival, realizado na Herdade da Casa Branca, em Zambujeira do Mar, Odemira, no distrito de Beja, a GNR apreendeu 4.847 doses de haxixe, 420 doses de canábis, 398 doses de drogas sintéticas, 38 doses de cocaína e ainda 3.030 euros em numerário.

Na operação, que contou com o apoio da Unidade de Intervenção e da Unidade Nacional de Trânsito, participaram diariamente mais de 120 militares de todas as valências operacionais da GNR, que prestaram ainda auxílio aos espetadores na resolução de incidentes e de "conflitos menores", como ocorrências de perdidos e achados.

A 21.ª edição do festival Meo Sudoeste começou oficialmente no dia 2 deste mês, com a abertura do palco principal para quatro noites de concertos, embora o recinto de campismo tenha recebido festivaleiros desde 29 de julho, com direito a animação todos os dias, com música, teatro, performances de circo contemporâneo e oficinas de arte.

Cerca de 200 mil pessoas passaram pelo festival, que terminou na noite de sábado, já com regresso previsto em 2018, entre 8 e 11 de agosto, com abertura do campismo no dia 4.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.