A vítima estava prostrada numa zona de “difícil visibilidade”, próximo da entrada das urgências do Hospital Distrital da Figueira da Foz, na margem sul do estuário do rio Mondego, quando foi colhida, cerca das 03:30, por uma ambulância dos Bombeiros Voluntários de Montemor-o-Velho que, por sua vez, fazia um serviço de emergência.

Em circunstâncias ainda por esclarecer, o homem foi atropelado pela ambulância e ficou gravemente ferido, vindo a morrer depois na própria unidade hospitalar, tendo participado nos trabalhos de socorro os Bombeiros Voluntários da cidade.

Tratava-se de um “ferido grave”, disse à Lusa uma fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Coimbra, que não pôde confirmar o óbito, ocorrido mais tarde.

Entretanto, o presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Emílio Torrão, revelou que teve conhecimento do atropelamento mortal através dos Bombeiros desta vila do Baixo Mondego.

“A bombeira que ia a conduzir a ambulância é que está mal”, adiantou o também presidente Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra, lamentando o desfecho trágico do acidente.

A ocorrência foi registada pela PSP da Figueira da Foz.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.