“Nós vamos ter um Natal e um ano novo com excelentes taxas de ocupação. Eu diria mesmo que o ano novo poderá chegar a taxas de ocupação de overbooking (excesso de reservas)”, disse hoje o presidente da ERT do Alentejo e Ribatejo, António Ceia da Silva, em declarações à agência Lusa.

De acordo com o responsável, a época natalícia começa também a ganhar “notoriedade” nestas duas regiões do país, havendo registos que indicam que nos últimos anos a taxa de ocupação nos hotéis “tem aumentado significativamente”.

Sem avançar estimativas no que diz respeito à taxa de ocupação na época natalícia, Ceia da Silva sublinha que têm existido taxas de ocupação “muito interessantes”, quando há “três ou quatro anos” as entidades ligadas ao setor não contabilizavam este período como sendo de época turística.

“Começa a ser notório que é uma época também turística, em que as famílias optam por se juntar num hotel, para um Natal diferente. Não é uma época que atinja os números de uma passagem de ano, mas, talvez daqui a quatro ou cinco anos, atinja números idênticos aos registados no ano novo”, acrescentou.

O presidente da ERT do Alentejo e Ribatejo acredita que o segredo para o “aumento significativo” da taxa de ocupação nas unidades hoteleiras na época do Natal deve-se “à tranquilidade e excelente gastronomia” que estas duas regiões apresentam.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.