O combate às chamas continua a mobilizar, contudo, 244 operacionais apoiados por 78 veículos, segundo a informação que consta no 'site' da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

O vento forte dificultou as operações, assim como a escassez de pontos de água no concelho, afirmara ao início da madrugada o 2.º comandante operacional distrital de Vila Real.

O incêndio chegou a ter quatro frentes ativas, sublinhou Borges Machado, adiantando que arderam três casas devolutas e que uma quarta sofreu “danos parciais”.

Durante a tarde de sexta-feira, o combate às chamas envolveu seis meios aéreos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.