"Falta reação. Não falta só o sentido daquilo que deve ser feito. Falta ação", disse Passos Coelho, durante uma sessão de apresentação de Litério Marques como candidato do PSD à autarquia de Anadia.

"A gente ouve o primeiro-ministro, a propósito dos incêndios, dizer que é preciso aprender com os erros, mas depois percebe que a frase em si é inócua. Não tem qualquer significado, é uma frase para ficar bem mas não se aprendeu nada com os erros porque eles estão a repetir-se, todos", adiantou Passos Coelho.

De acordo com o líder do PSD, de cada vez que há uma nova situação de incêndio florestal no país, "as críticas são as mesmas".

"Falta coordenação, falta sentido de ação, há desnorte, cada um diz aquilo que lhe apetece. O Governo não reage, não sabe o que fazer", acusou Passos Coelho.

O líder social-democrata frisou também que o país, nas últimas semanas, percebeu "de forma preocupante que o Governo só existe para as coisas boas" e que o Governo socialista, quando confrontado com o que disse serem "insuficiências e lacunas" no combate aos incêndios, tenta culpar o Governo anterior.

"Como se o PSD é que tivesse a culpa de que as coisas corressem mal no país hoje", questionou Passos Coelho.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.