Hoje de manhã, a PJ tinha divulgado que a mulher, de 50 anos e doméstica, foi detida pela Diretoria do Centro, com a colaboração da GNR, por suspeita de “um crime de incêndio florestal em terreno povoado por pasto seco e pinheiros, com utilização de isqueiro”.

A mesma fonte referiu à Lusa, durante a tarde, que depois de ouvida em primeiro interrogatório judicial para lhe serem aplicadas medidas de coação, a mulher ficou em prisão preventiva.

Este incêndio começou em Vale Coelheiro, na freguesia de Santo André das Tojeiras, no concelho e distrito de Castelo Branco, às 17:55 de domingo, tendo-se propagado ao concelho vizinho de Vila Velha de Ródão.

Este ano a Polícia Judiciária já identificou e deteve 41 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.