“Vimos isso desde 18 de setembro. Observámos o reaparecimento de um lago de lava na cratera do Nyiragongo”, disse Kasereka Mahinda, diretora científica do Observatório Vulcânico Goma (OVG).

“Não é um fenómeno que apresenta risco iminente de uma nova erupção, por outro lado é um fenómeno que permite que o vulcão respire. É um sinal natural. O aparecimento deste lago de fogo na cratera minimizará os sismos na zona vulcânica de Goma”, explicou a cientista à agência noticiosa France Presse.

A erupção do vulcão Nyiragongo no passado 22 de maio causou a morte a 32 pessoas, destruiu várias centenas de casas e obrigou à deslocação de dezenas de milhar de pessoas, que fugiram de uma erupção límbica do lago Kivu, que poderia libertar enormes quantidades de gás mortífero.

O desaparecimento da lava na cratera fez pensar que tenha ficado soterrada sob a cidade de Goma enquanto, desde esta erupção, a terra treme regularmente, neste aglomerado de dois milhões de habitantes.

No final de julho último, o vulcão Nyiragongo projetou cinzas, não relacionadas com a atividade eruptiva.

“Hoje Nyirangongo encontrou uma maneira de respirar, é um bom sinal. O medo persistiria se a chaminé permanecesse bloqueada”, assegurou Kasereka Mahinda.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.