Bielsa, que assumiu o cargo de treinador em 01 de julho de 2017, está em conflito com o Lille, depois de ter sido demitido por “falhas graves”, em dezembro de 2017, como consequência de resultados dececionantes.

O treinador argentino contestou a sua demissão e reivindicou junto das instâncias judiciais o pagamento de mais de 18 milhões de euros por parte do clube, 12,9 milhões de euros por salários em falta e cerca de 5 milhões por danos sofridos.

O ex-treinador da equipa francesa esperava que o Tribunal condenasse o clube por incumprimento, o que resultaria na abertura de um processo de falência, mas o juiz rejeitou a alegação do argentino e acabou por condená-lo a ele.

A decisão foi tomada hoje pelo Tribunal do Comércio de Lille, mas a batalha judicial entre o técnico e o Lille prosseguirá em 13 de março, em tribunal que julga a execução ou rutura de contratos de trabalho.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.