“É muito importante que os vários responsáveis portugueses, que têm estado sempre alinhados continuem alinhados em relação à Ucrânia”, sustentou Marcelo Rebelo de Sousa, à chegada à Reitoria da Universidade de Lisboa, para intervir no colóquio “Primaveras Estudantis: da crise de 1962 ao 25 de Abril”.

“Amanhã irei à consagração em Fátima, feita em simultâneo com a consagração pelo Papa Francisco, a meio da tarde. É, no fundo, uma consagração pela paz e um apelo à paz universal”, prosseguiu o chefe de Estado, completando que “o corpo diplomático também foi todo ele convidado”.

Na sexta-feira, a Rússia e a Ucrânia, que estão em guerra há precisamente um mês, vão ser consagrados ao Imaculado Coração de Maria, durante a Celebração da Penitência.

O Papa Francisco convidou bispos em todo o mundo a unirem-se para uma oração pela paz. A Celebração da Penitência tem início previsto para as 17:00 de Roma (16:00 em Lisboa), na Basílica de São Pedro, e a consagração terá lugar pelas 18:30 locais (17:30 em Lisboa), de acordo com a informação disponibilizado pela Vatican News, o portal de notícias oficial do Vaticano.

Os chefes de Estado e de governo dos países-membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO) reúnem-se presencialmente hoje, um dia depois do início da invasão da Rússia pela Ucrânia, 24 de fevereiro, e está prevista a participação, por videoconferência, do Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky.

[Notícia atualizada às 13:41h. Corrigida a hora das cerimónias]

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.