Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas no Pavilhão Municipal do Casal Vistoso, em Lisboa, onde a Câmara Municipal de Lisboa está a distribuir roupa e refeições aos sem-abrigo da cidade, depois de ter sido acionado a 'Fase Laranja' devido às baixas temperaturas previstas para os próximos dias.

“O que há hoje de novo é uma sensibilidade para estes problemas, há estruturas, e a Câmara, a Santa Casa da Misericórdia, a Cruz Vermelha e o voluntariado estão com essas estruturas e põe-nas ao serviço do plano de emergência. Mas é evidente que a cobertura é parcial e é sempre insuficiente”, afirmou aos jornalistas.

O Presidente deslocou-se ao pavilhão ao início da noite, onde teve oportunidade de falar com alguns sem-abrigo presentes no local e perceber a forma como funciona aquela ajuda diária e ininterrupta.

“Esta reposta era impensável há 30 anos e havia sem-abrigo, porventura tantos ou mais”, declarou.

Para Marcelo Rebelo de Sousa, há “uma resposta, que é importante, e solidariedade, mas é óbvio que é preciso fazer mais”.

Questionado pelos jornalistas sobre a Taxa Social Única (TSU), tema em destaque nos últimos dias, o Presidente disse que não tinha mais nada a dizer sobre o assunto.

“Para já, não tenho nada a dizer e considero que é sensato não dizer mais nada”, acrescentou, antes de terminar a visita.

Segundo o vereador dos Direitos Sociais da Câmara Municipal de Lisboa, João Afonso, há cerca de cinco centenas de sem-abrigo na capital portuguesa.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.