“O Senhor Presidente da República passou uma noite tranquila, tendo dormido 'muito bem'. Está sem febre e com os parâmetros vitais completamente normais. Hoje de manhã já passeou pelo corredor da enfermaria, o intestino começa a dar sinais de funcionamento normal", pode ler-se na nota da Presidência, assinada pelo cirurgião Eduardo Barroso.

Adianta a nota que o Presidente "fez o penso e a pequena cicatriz operatória não apresenta sinais de inflamação ou infecção".

"Prevê-se que o intestino volte ao funcionamento normal entre os dias de hoje e amanhã, estando a sua alta condicionada por este facto. A alta será dada após visita médica específica. (...) A passagem de ano, tudo leva a crer, vai ser passada no seu domicílio", conclui a nota.

A notícia do internamento do Presidente da República foi avançada pelo Palácio de Belém ao fim da manhã de quinta-feira.

A intervenção cirúrgica estava prevista para o início de janeiro, mas foi antecipada depois de o médico da Presidência, Daniel Matos, ter diagnosticado uma hérnia estrangulada, o que obrigou a uma operação de urgência.

Na sequência desta intervenção, Marcelo Rebelo de Sousa cancelou os compromissos que tinha em agenda nestes dias, nomeadamente uma ronda de audiências com representantes dos juízes e dos magistrados do Ministério Público para discutir o pacto de justiça e os estatutos destas duas classes e uma cerimónia de entrega de insígnias a Carlos Ramos, que salvou várias pessoas no acidente ferroviário de Alcafache, em 1985.

Em 01 de janeiro, é tradicional o Presidente dirigir ao país uma mensagem de Ano Novo, que este ano deveria ser feita a partir de Vouzela, um dos concelhos afetados pelos incêndios de outubro, região que ia visitar nesses dias.

Em 31 de dezembro, o Presidente tinha planeado visitar os concelhos de Oliveira do Hospital, distrito de Coimbra, e no dia 01 de janeiro de 2018 iria a Arganil, também no distrito de Coimbra, Santa Comba Dão e Vouzela, ambos no distrito de Viseu, de onde iria fazer, em direto, a mensagem de Ano Novo.

Marcelo Rebelo de Sousa passou o dia de Natal em Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pêra, concelhos afetados pelos incêndios de junho.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.