A coroa de ouro maciço, incrustada com rubis, ametistas, safiras, granadas, topázios e turmalinas, passará por "trabalhos de alteração" para a coroação de Carlos III na Abadia de Westminster em 6 de maio do próximo ano, disse o palácio. O rei, de 74 anos, vai ser coroado com a sua esposa, a rainha consorte Camila.

Esta trata-se da peça central das Joias da Coroa Britânica, uma coleção em exibição na Torre de Londres que atrai mais de um milhão de visitantes por ano.

A coroa tem um gorro de veludo roxo com uma faixa de arminho e mede pouco mais de 30 centímetros de altura. Foi usada pela última vez pela rainha Isabel II, na sua coroação em 1953.

A peça foi feita para o rei Carlos II em 1661 para substituir uma coroa medieval que se acredita remontar a Eduardo, o Confessor, e que foi derretida por deputados britânicos em 1649 após a execução de Carlos I, durante a Guerra Civil Inglesa.

Por centenas de anos, a coroa só foi usada em cerimónias de coroação porque era muito pesada. Foi alterada para ficar mais leve para a coroação do rei George V em 1911, mas ainda pesa 2,23 quilos.

Como os seus antecessores, Carlos III só a usará no momento de ser coroado. Quando o novo rei deixar a Abadia de Westminster, vai trocá-la pela mais moderna Coroa do Estado Imperial, que também é usada em ocasiões como na cerimónia de abertura do Parlamento.

Cravejada com mais de 2.000 diamantes, a Coroa do Estado Imperial foi criada em 1937 para a coroação do rei George VI, pai de Isabel II.

A coroação de um novo monarca não ocorre imediatamente após a morte do anterior, para permitir um período de luto e a organização de uma cerimónia complexa. O dia oficial da coroação depende também da data da proclamação, que no caso de Carlos III ocorreu em 10 de setembro, dois dias após a morte da sua mãe.

Preocupado com a percepção pública, há rumores de que o novo rei solicitou uma cerimónia menos luxuosa do que as festividades realizadas para Isabel II em 1953.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.