"O mecanismo do relógio vai ficar parado por vários meses para que sejam realizados trabalhos de manutenção essenciais", declarou um porta-voz do Parlamento, acrescentando que "durante este período, não haverá carrilhão".

As obras vão ter um custo de 29 milhões de libras (cerca de 37 milhões de euros) e uma duração total de três anos, e vão servir para restaurar e reparar a esfera do relógio e o seu mecanismo, os sinos e a estrutura da torre de 96 metros construída em 1856.

Além disso será instalado um elevador como alternativa aos 334 degraus que levam ao topo da torre. O responsável pela manutenção do relógio, Steve Jaggs, explicou que "todos os dias, a nossa equipa de relojoeiros altamente qualificados toma conta desta obra-prima vitoriana, mas para que o relógio continue a funcionar temos que ter tempo para inspecioná-lo detalhadamente e restaurá-lo".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.