O IPMA prevê para hoje no continente céu pouco nublado, aumentando de nebulosidade por nuvens altas, vento do quadrante leste, por vezes forte nas terras altas, e pequena descida da temperatura máxima na região Sul.

As temperaturas mínimas vão oscilar entre os 11 graus Celsius (em Bragança e na Guarda) e os 21 (em Lisboa e Faro) e as máximas entre os 25 (na Guarda) e os 37 (em Santarém).

Ainda segundo o Instituto, os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Santarém e Lisboa vão estar sob aviso amarelo até às 18:00 de hoje devido à persistência de valores elevados da temperatura máxima.

Também o arquipélago da Madeira está sob aviso amarelo até às 21:00 de quarta-feira devido ao tempo quente.

O aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O IPMA colocou em risco máximo de incêndio cerca de uma centena de concelhos dos distritos de Braga, Porto, Vila Real, Bragança, Aveiro, Viseu, Coimbra, Leiria, Guarda, Castelo Branco, Santarém, Portalegre e Faro.

O instituto colocou ainda em risco muito elevado e elevado de incêndio vários concelhos de todos os distritos (18) de Portugal continental.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo.

Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

No domingo, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) declarou a situação de alerta para 14 distritos a norte do Tejo devido ao aumento do risco de incêndio até às 23:59 de hoje.

A medida abrange os distritos de Aveiro, Braga, Bragança, Portalegre, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria, Lisboa, Porto, Santarém, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.

Face às previsões adversas, a Proteção Civil acionou para os mesmos distritos o estado especial de alerta laranja, o segundo mais grave numa escala de quatro.

Além do estado especial de alerta laranja para todos os distritos a norte do rio Tejo, vão estar em estado de alerta especial amarelo os restantes distritos do território continental, designadamente Setúbal, Évora, Beja e Faro.

Em situação de alerta é proibida a realização de queimas e queimadas e o uso de fogo de artifício ou de outros artefactos pirotécnicos, e são proibidos o acesso, a circulação e a permanência em espaços florestais "previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios".

Também não são permitidos trabalhos florestais e rurais com equipamentos elétricos como motorroçadoras, corta-matos, destroçadores e máquinas com lâminas ou pá frontal.

Madeira e 16 distritos do continente em risco muito elevado de exposição aos UV

Dezasseis distritos de Portugal continental e o arquipélago da Madeira apresentam hoje risco muito elevado de exposição à radiação UV, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, todos os distritos de Portugal continental, exceto Viana do Castelo e Porto(que estão com níveis elevados), e o arquipélago da Madeira, apresentam hoje risco muito elevado de exposição à radiação UV.

No arquipélago dos Açores, as ilhas do Faial e São Miguel estão com níveis elevados e as Flores e Terceira em risco moderado.

Para as regiões com risco muito elevado, o IPMA aconselha a utilização de óculos de sol com filtro UV, chapéu, 't-shirt', guarda-sol, protetor solar e evitar a exposição das crianças ao sol.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 de cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.