O Orçamento Regional teve os votos favoráveis dos partidos da coligação governativa (PSD e CDS-PP) e contra dos restantes partidos com assento parlamentar, nomeadamente PS, JPP e PCP.

A votação do Plano e Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração da Região (PIDDAR) contou com os votos a favor do PSD e do CDS, a abstenção do PS e os votos contra do JPP e do PCP.

Os documentos vão agora baixa à especialidade, com a discussão nas comissões.

Este é o primeiro Orçamento e o primeiro Plano de Investimentos submetido pelo atual Governo Regional, que é também o primeiro executivo de coligação no arquipélago.

Nas eleições regionais que se realizaram em 22 de setembro de 2019, o PSD perdeu a maioria absoluta que detinha há 40 anos.

Os sociais-democratas elegeram 21 dos 47 deputados do parlamento regional e para assegurar o poder fizeram um acordo de coligação governativa com o CDS, que detém três elementos.

A Assembleia da Madeira é ainda composta por 19 parlamentares do PS, três do JPP e um do PCP.

Tanto a Assembleia Legislativa da Madeira como o XIII Governo Regional tomaram posse em 15 de outubro de 2019.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.