Um conselheiro do município de Silwad disse à agência France Presse (AFP) que Mohammad Hamad, de 16 anos, foi baleado na noite de sexta-feira por forças israelitas perto da vila de Silwad, nos subúrbios de Ramallah, no norte da Cisjordânia.

O exército israelita não fez até ao momento qualquer comentário.

O autarca de Silwad disse que o adolescente estava perto de uma estrada que liga a aldeia de Ofra, adjacente a Silwad, quando foi ferido por soldados israelitas.

Desde o final de março que as forças de segurança israelitas multiplicaram as operações em Israel e na Cisjordânia ocupada, após uma série de ataques perpetrados por palestinianos e árabes israelitas em Israel e na Cisjordânia, nos quais 19 pessoas, a maioria civis, foram mortas.

Durante as operações do exército israelita, pelo menos 46 palestinianos e três árabes israelitas foram mortos, a maioria dos quais civis, incluindo a jornalista Shireen Abu Akleh, que cobria uma operação em Jenin.

Israel conquistou a Cisjordânia durante a Guerra israelo-árabe dos Seis Dias, em junho de 1967, juntamente com Jerusalém Oriental e a Faixa de Gaza.

Posteriormente, anexou Jerusalém Oriental, uma decisão nunca reconhecida pela comunidade internacional.

Os palestinianos pretendem recuperar a Cisjordânia ocupada e Gaza e reivindicam Jerusalém Oriental como capital do futuro Estado da Palestina a que aspiram.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.