Donald Tusk, antigo chefe do governo e ex-presidente do Conselho Europeu, foi eleito com 248 a favor, 201 contra e sem abstenções na câmara baixa do parlamento (Sejm).

Após a votação, todos os deputados se levantaram para cantar o hino nacional, descreve a agência Associated Press.

Uma vez eleito, Tusk, líder da Plataforma Cívica (PO), deverá apresentar no parlamento o seu discurso sobre política geral e o seu Governo na terça-feira, e submeter-se imediatamente a um voto de confiança, antes de prestar juramento na quarta-feira para concluir os procedimentos exigidos pela Constituição.

Na manhã de hoje, o primeiro-ministro polaco indigitado, Mateusz Morawiecki, perdeu um voto de confiança no parlamento, após o seu partido conservador nacionalista, Lei e Justiça (PiS), ter vencido as legislativas, mas sem a maioria dos deputados.

Composta pela PO (centro liberal) de Tusk, pela Terceira Via (Democrata-Cristão) e pela Esquerda, a coligação pós-eleitoral de partidos europeístas tem 248 deputados, contra 194 representantes eleitos pelo PiS, que chega ao fim de um ciclo de oito anos no poder, e 18 da Confederação (extrema-direita), no hemiciclo de 460 lugares.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.