As três perguntas foram dirigidas por deputados do PCP aos ministérios das Infraestruturas e da Habitação, da Administração Interna e da Cultura e enviadas hoje à agência Lusa pela Direção da Organização Regional de Évora (DOREV) do partido.

Numa das perguntas, os parlamentares comunistas alertam para as condições de acesso à Estrada Nacional 4 (EN4) a partir do centro da vila de Arraiolos através do acesso sul, que "apenas permite o acesso a um dos sentidos da referida via".

Segundo o PCP, as "limitações resultam das condições em que aquele acesso foi definido" e "condicionam de forma significativa a circulação rodoviária e são particularmente prejudiciais para a deslocação dos bombeiros e dos veículos de urgência e emergência".

Nesse sentido, os deputados querem saber que apreciação faz o Governo sobre esta questão e que disponibilidade tem para avançar com uma intervenção naquele acesso à EN4.

Numa outra pergunta, o partido avisa para as consequências do eventual encerramento dos postos da GNR de Cabrela, Lavre, Santiago do Escoural e São Cristóvão, no concelho de Montemor-o-Novo, referindo que já se verifica "a redução de efetivos".

"Confirma o Governo a intenção de encerramento de postos da GNR nas freguesias rurais", questiona o PCP, que quer também saber se o executivo considera aumentar os efetivos da GNR no concelho de Montemor-o-Novo, bem como dotá-los de meios e equipamentos necessários para que os profissionais possam desempenhar as suas funções".

Na terceira pergunta, os parlamentares do PCP manifestam preocupação com o Cromeleque e o Menir dos Almendres, situados no concelho de Évora, assinalando que ambos se encontram "sem as condições que assegurem a sua preservação e sem vigilância".

Os comunistas querem, por isso, saber junto do Governo se tem "conhecimento da situação" e "que medidas vai tomar no sentido de proceder à preservação e valorização daqueles monumentos".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.