“Já contamos com 1.200 novos militantes”, afirmou Jerónimo de Sousa ao discursar hoje num comício, no pavilhão dos Bombeiros Voluntário de Sacavém, Loures, distrito de Lisboa, quando abordou a necessidade de “reforço da ação do partido” onde “pulsa o coração da luta de classes, nas empresas e locais de trabalho”.

Segundo Jerónimo de Sousa, nos últimos meses houve uma “ação de contacto com 5.000 trabalhadores por conta de outrem” que resultaram nestes “1.200 novos militantes”, pedindo o líder comunista mais esforços para “a criação de novas células e de reforço de outras” com vista ao “alargamento da ligação às massas” e da “influência” do partido.

Este anúncio foi feito a dez meses do XXI Congresso, de 27 a 29 de novembro, depois de, há quatro anos, na reunião magna anterior, o partido ter anunciado o recrutamento de 5.300 novos militantes, de 2012 a 2016.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.