De acordo com a mesma fonte, a empresa desistiu do pedido de declaração de insolvência e considerou-se quitada da quantia peticionada, e a SAD desistiu do pedido de litigância de má fé e de responsabilidade civil por pedido infundado.

Perante este cenário, não chegou hoje a ser apreciada a alegada insolvência da Sporting SAD.

Em março, a empresa, de recuperação de crédito, alegou existir uma dívida superior a 500 mil euros — num processo que se arrastava desde 2012, sob a presidência de Luiz Godinho Lopes -, mas o Sporting contestou a dívida.

O SAD contrapôs com um pedido de litigância de má fé e responsabilidade civil, por pedido infundado da empresa, do qual agora desistiu.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.