Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva são acusados de participar em organização criminosa e de desvio de fundos da petrolífera brasileira, Petrobrás, no âmbito do caso Lava Jato.

O procurador-geral, Rodrigo Janot, acusou ainda os ex-ministros da Fazenda Antonoi Palocci e Guida Mantega; a presidente do PT, a senadora Gleisi Hoffmann e o marido, o ex-ministro das Comunicações Paulo Bernardo e os ex-tesoureiros do PT João Vaccari e Edinho Silva.

“Pelo menos desde meados de 2002 até 12 de maio de 2016, os denunciados integraram e estruturaram uma organização criminosa com atuação durante período em que Lula e Dilma Rousseff sucessivamente titularizaram a Presidência da República, para cometimento de uma miríade de delitos, em especial contra a administração pública em geral”, escreveu Rodrigo Janot, de acordo com a Folha.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.