Segundo a fonte da PJ, a investigação pretende apurar se a morte da criança ocorreu num quadro de ofensas à integridade física agravadas pelo resultado morte ou se se tratou de um homicídio deliberado.

A estação CNN Portugal noticiou que a vítima esteve durante cinco dias, até segunda-feira, com a ama, sobre a qual recaem as suspeitas de maus-tratos.

“Quando a mãe foi buscar a menina à ama, a criança apresentava ferimentos na boca e no nariz, além de vários hematomas no corpo. A progenitora terá questionado a cuidadora, que lhe disse que a menor tinha caído de uma cadeira no dia anterior. Além disso, a ama disse à mãe que tinha administrado cinco mililitros de Atarax, um anti-histamínico”, referiu a CNN no seu ‘site’.

O estado da criança agravou-se e a mãe chamou o Instituto Nacional de Emergência Médica, que “declarou o óbito”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.