“Estamos a explorar várias linhas de investigação. Uma dessas linhas é a possibilidade de os pacotes terem vindo da Irlanda”, afirmou hoje o comandante Clarke Jarrett, chefe do Comando de Combate ao Terrorismo da Polícia Metropolitana de Londres.

A polícia revelou ter encontrado envelopes brancos de tamanho A4 com saquetas almofadadas no interior que continuam pequenos dispositivos explosivos improvisados capazes de se incendiar após serem abertos.

O primeiro alarme foi dado pelas 09:55 num edifício onde está a sede da administração do aeroporto de Heathrow, no oeste de Londres, quando um pacote foi aberto pelos funcionários, o que resultou na ignição do explosivo, mas sem causar feridos.

As pessoas que estavam no edifício foram retiradas por precaução e criado um perímetro de segurança, mas o edifício já foi reaberto.

Um outro pacote suspeito foi identificado pelas 11:40 na sala de correios da estação de Waterloo, mas não foi aberto e a polícia conseguiu neutralizá-lo sem afetar o funcionamento da estação ferroviária.

Pelas 12:10, um terceiro pacote suspeito foi encontrado num edifício do aeroporto de City, o que também levou a polícia a retirar os funcionários e a interromper temporariamente o metro de superfície Docklands Light Railway (DLR) enquanto neutralizavam o explosivo.

“Ontem [terça-feira], partilhámos rapidamente imagens dos pacotes com funcionários em centros de transporte e empresas de distribuição de correio para ajudá-los a identificar pacotes semelhantes, no entanto não recebemos mais nenhuma denúncia”, adiantou Jarrett.

A polícia está a tratar os três incidentes como estando relacionados e afirma manter um “espírito aberto em relação aos motivos”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.